/* Analytics -----------------------------------------------*/ /* Pinterest Verified -----------------------------------------------*/

29 de outubro de 2015

Eu não faço a menor ideia do que to fazendo da minha vida

Pôster do filme maravilhoso que: 1 - empresta o título a esse post, 2 - você deveria assistir, se já não o fez, assim que acabar de ler

Eu sempre fui uma pessoa de muitas certezas. Sempre soube o que queria fazer de faculdade. Mudei de idéia umas 500 vezes, mas todas essas vezes eu tinha certeza de que queria aquilo. Desde o ensino fundamental sabia que queria jornalismo, e não só jornalismo, jornalismo de moda. Ia morar em São Paulo, fazer USP (hahahaha tadinha), estagiar na Capricho, trabalhar na Vogue e ser a próxima Anna Wintour. Já tava tudo certinho.
Muita gente vinha me dizer que quando eu entrasse no ensino médio ia mudar de idéia. Não mudei. Pelo menos não de uma maneira decisiva. É que no terceiro ano me deu a louca e eu pensei em largar tudo pra ser psiquiatra – culpa de Garota Interrompida, devo dizer -, mas descobri que pra ser psiquiatra tinha que fazer medicina. Desisti, voltei pro jornalismo.
Descobri que pra ir pra USP ia ter que estudar pra caramba. Não estava disposta, desisti e fiquei com a UFRJ que era aqui do lado ou com a UFJF que era mais aqui do lado ainda. Passei de primeira pra Juiz de Fora.
Fui pra JF animadíssima, entrei na faculdade e meu Deus, odeio jornalismo, me tirem daqui. Odeio Juiz de Fora, me tirem daqui também. Nossa, moda, parem de falar de moda comigo por favor. São Paulo, ai, to sufocada só de pensar em morar lá. Descobri que tinha nascido mesmo pra ser atriz e morar no Rio de Janeiro, mas pra ser atriz e morar no Rio de Janeiro precisa de dinheiro. Como conseguir dinheiro? Fazendo faculdade (jornalismo) e em um lugar que não gaste muito (Juiz de Fora).
Cheguei ao terceiro período da faculdade e “olha, eu gosto de cinema”. Alguns curtas depois e eu gosto mesmo de cinema. Vou ser o próximo Woody Allen, decidi (mas cristã e mais felizinha, é claro).
Plano feito. Formo em jornalismo em 2015. Em 2016 vou pro Rio, faço pós em cinema, tiro minha DRT de atriz e ta pronta a vida.
Agosto de 2015. Faltam mais de 30 créditos pra eu formar e minha fac
uldade está parada, sem previsão de voltar. Todos os cursos de cinema são caríssimos e tirar a DRT também. Não guardei um real pra mudar pro Rio.
Talvez pela primeira vez, eu não faço a menor idéia do que vai ser da minha vida, mas nunca tive tanta certeza de que está tudo bem.


Texto escrito em uma madrugada de insônia – uma das – em agosto de 2015. Mudanças desde então: As aulas voltaram ontem. Agora eu tenho um blog pra postar esse texto. Tudo continua bem.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
Copyright © 2014 | Design e C�digo: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo